Comunicado de presentaçom da Rede Internacional de Apoio ao Povo Saarauí

Nasce a Rede Cidadá Internacional de Apoio ao Pueblo Saarauí, Rede CIAPS, como iniciativa da sociedade civil internacional para parar a guerra no Saara Ocidental que já completa 5 dias. E fará-o através de açons de incidência política dirigidas a que governos e instituçons internacionais asumam suas responsabilidades com a legalidade e ponham fim ao conflito do Saara Ocidental e ao processo de descolonizaçom da última colónia de África.

Perante a rutura do Alto ao Fogo por parte do Reino de Marrocos ao enviar forças militares através de três fendas ao este do passo ilegal de Guerguerat cara os civís saarauís que se manifestavam desde fai quatro semanas na zona e o consequente início da guerra no Saara Ocidental, pessoas de  diferentes países unirom-se á onda cidadá de denúncia que está exigindo umha rápida resposta internacional para impor a legalidade na zona através da realizaçom do Referendo de Autodeterminaçom acordado em 1991 polas partes.

A extrema gravidade da situaçom atual que se vive no território saarauí requer de umha atitude proativa da Comunidade Internacional para a resoluçom do conflito, polo que desde a sociedade civil instamos a todos os atores internacionais a que ponham os recursos necessários para estabelecer, o antes possível, a paz na zona. Demanda á que estám somando-se mulheres e homens de diferentes países e culturas, para reivindicar em múltiples idiomas e dialetos um #SaaraLivre#SaaraEmPaz e #ReferendumJá

A Rede Cidadá Internacional de Apoio ao Povo Saarauí, Rede CIAPS, lançou umha campanha em redes sociais exigindo três demandas chaves:

1. Ao Governo de Espanha que assuma de forma ativa sua responsabilidade para finalizar o processo de descolonizaçom em 1975.
2. Ao Governo de França que ratifique no Conselho de Segurança das NNUU as decisons aprovadas de forma democrática pola Assembleia Geral das NNUU para a soluçom do conflito no Saara Occidental e a realizaçom do referendo de autodeterminaçom.
3. Á Comissom Europeia que faga efetivas sançons políticas e económicas ao Reino de Marrocos pola rutura do alto ao fogo e aa violaçom constante dos DDHH e a legalidade internacional no Saara Ocidental.

Ao mesmo tempo, a Rede vai entrar em contato com o Governo central e autonómicos de Espanha, como potência administradora de iure do território nom autónomo do Saara Ocidental, para que dé cumprimento ao estabelecido nos Artigos 73 e 74 da Carta das Naçons Unidas.

A Rede CIAPS convida a toda a sociedade a somar-se a esta campanha de apoio ao pueblo saarauí, gravando com o telemóvel em  posiçom horizontal, dizendo alto e claro as reivindicaçons: ¡Saara livre! ¡Saara em Paz! ¡Referendo Já! e compartilhando o vídeo nas redes sociais com o rótulo @redCIAPS e os hashtag #redCIAPS #SaaraLivre #FreeSahara #SaaraEmPaz #SaharaInPeace #ReferendoJá #ReferéndumNow #EuEstouEmGuerguerat

Facebook
Instagram
Twitter

 

Red CIAPS: [email protected]